portfólio

13 de novembro de 2015

"Vai embora"

Ouvi isso duas vezes na minha vida. A primeira delas é a razão pela qual vim e vivo em São Paulo até hoje. Analisando friamente, passei muito perrengue, mas cheguei até aqui. 

Tive conflitos emocionais, sociais e racionais, mas sou o que sou hoje. Ouvi "vai embora" de duas pessoas realmente importantes pra mim. Uma me fez chegar até aqui, a outra foi hoje. 

E vendo assim, mesmo tendo sido dito em situações e intenções bem diferentes, "ir embora" talvez nem seja de todo mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário